Apareceu a margarida, olê-olê-olá!

No dia 25/08, (que foi quando tive alta do hospital, com todos os enfermeiros, médicos e fisioterapeutas deixando bem claro que não querem mais me ver por lá) a Bi e o Bruno foram até o Ipiranga comprar a Roho, depois de vocês se mobilizarem na campanha que ficou nos Trending Topics da minha timeline no Twitter e da minha história, para salvar o meu popozão. Tudo para que quando eu tivesse alta do hospital e voltasse para a aula, meu popozão estivesse muito bem acomodado neste moderno sistema com câmaras de ar para suavizar o meu peso e diminuir os pontos de pressão que pudessem resultar em novas ulceras de pressão, e é claro, cuidar do rombo que eu já havia adquirido. A questão é: com a ajuda de três especialistas no assunto (eu, mamãe e a Bi), acabamos comprando uma almofada de 41x41cm, e quando fui enchê-la, vi que os cálculos e medições não deram certo e ficou almofada demais para cadeira de menos (insira aqui uma piada sobre a minha enorme bunda e sua culpa nisto tudo).

Então só hoje, por motivos que 1) eu não tinha como ir sozinha trocar; 2) meu pai esta frequentando hospitais mais do que eu ultimamente; 3) todos atribulados em suas vidas caóticas, consegui ir trocar a almofada. Trocamos pela de 38x38cm que coube na cadeira e minha bunda se ajustou. O bom de eu ter ido junto também foi já encher ela na própria loja, e caso não desse mais uma vez, meu popozão não precisaria ficar desamparado por mais todo esse tempo. Agora preciso marcar o sensor na AACD pra regular corretamente a inflação da almofada, porque não adianta ter uma almofada super-supimpa-supimposa e ela não funcionar direito.

Imagem
Eu já cuidando da preservação do meu popozão, e a Roho na caixa.

Mas enfim, eu queria agradecer à todos vocês que mandaram mensagens e boas vibrações à minha bunda, e que agora acham que tem uma porcentagem por direito, para uso, contribuindo com a vakinha ou compartilhando os links e/ou tweets. Ou até mesmo falando besteira no Twitter e me fazendo rir muito no hospital. Tudo isso começou com uma brincadeira entre eu e minha irmã, este pequeno gênio do mal, e quando vi a vakinha existia e olha, as pessoas realmente estavam dando dinheiro pra ajudar. Só fui acreditar de verdade no segundo dia, e no terceiro (ou quarto) dia já tínhamos alcançado o objetivo da compra da almofada. Com a ajuda de vocês eu vou conseguir voltar a minha vida normal de uma forma muito mais saudável e sem me preocupar que minha bunda vire um queijo suíço. Não sei falar mais bonitinho do que isso, mas quero deixar o meu mais sincero obrigado à vocês.

Obs: sobre a goteira (insira aqui sua piada sobre o nome da bota ortopédica), estamos esperando resposta da AACD sobre o orçamento. Assim que tiver alguma noticia, repasso.

Anúncios

6 opiniões sobre “Apareceu a margarida, olê-olê-olá!”

  1. Popozuda desde q soube de sua historia vc sempre foi um exemplo pra mim…Lembro ate hj o dia q te conheci perfeitamente (oq é incrivel com minha memoria de peixe dourado!)….

    Obrigado vc pelo tapa na cara toda vez q reclamo a toa e lembro de vc!

    Bjos e prepara a buzanfa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s