Quinta internação (e contando!)

Onze dias internada. Há sete anos, no mesmo mês, eu estava no hospital. No sábado (dia 30) vim pro hospital por causa de uma ulcera. Já havia vindo no médico, estávamos fazendo curativos, já havia tomado antibióticos. Não é que eu simplesmente ignorei o buraco na minha bunda e fiquei pra lá e pra cá. Mas esse buraco abriu mais. Hora que o médico viu a minha bunda, não me deixou voltar pra casa. Me internaram sábado à tarde e estou até agora aqui no hospital. Terça feira passada operei, para tirar a pele morta e verificar se a infecção não havia pego no meu osso. Não pegou. A operação durou uma hora e o doutor conseguiu deixar tudo uma beleza (não que um buraco na bunda, alem do oficial, seja uma beleza, mas v0cês entenderam…).
Depois, tive um problemão com minhas veias. Todo mundo que me conhece mais assim sabe que tenho um LONGO histórico de gritos e choros com exames de sangue e acessos. Muitos problemas com agulhas. Hoje em dia está bem melhor, eu deixo furar, mas não, não, nunca fiquem cutucando meu braço com as agulhas. Fora que nessa internação eu estava perdendo as veias uma vez por dia. Se você olhar no meu braço agora vai ver as manchas roxas no meu braço, dos acessos perdidos. Chegou um ponto que meu braço estava tão dolorido, que aceitei de bom grado a ideia da doutora de pegar a minha carótida. Uma anestesia depois, algumas cutucadas, e um pânico quando o doutor virou pra mim e falou que se não conseguisse pegar o acesso na carótida (já tinha tentado duas vezes) iria para minha jugular. Acesso central no lugar, eu mais feliz com os braços livres.
Agora estou aqui, talvez, muito talvez eu tenha alta amanhã. Vou voltar para casa, eu, meu bundão e meu segundo buraco. Quantas pessoas vocês conhecem que operaram a bunda? Alias, quantas pessoas vocês conhecem que tem uma irmã que organizou uma vaquinha para comprar uma almofada importada para salvar a bunda da irmã? Foi ideia da minha irmãzinha fazer essa vaquinha, ela organizou e está funcionando, para a minha surpresa as pessoas estão doando para proteger meu popô. Tudo para me dar uma Roho e me proteger de futuras escaras. Caso você, leito amigo, possa contribuir, é só clicar aqui e ajudar na nossa vaquinha. Minha bunda e eu agradecemos. Caso não possa, ajude compartilhando o link deste post, para que todos ajudem. (Alias, queria agradecer a todos que já doaram e que compartilharam o link no Facebook). Como o meu blog é o mais incorreto da blogosfera cadeirante, ei uma palhinha do que meus amiguinhos incorretos falaram do meu bundão no Twitter.

Mas enfim. Talvez eu vá pra casa amanhã, porque amanhã completo dez dias de antibióticos. Uma equipe do hospital vai passar em casa todo  dia para fazer os curativos. Mas não adianta. Eu não posso mais levar uma rotina que me faça ficar 19 horas por dia sentada. Cinco horas de sono e deitada não bastam. Em um mês e meio eu abri essa escara super funda. Eu tive muita sorte. Não posso fingir que posso fazer tudo. Minha deficiência impõe limites pra mim, minha pele é mais fina e sensível que as outras… São muitas coisas que não posso deixar pra lá. Eu não sou a super mulher. Sou uma louca com uma cadeira vermelha. Não sei o que vou fazer, mas mudanças terão que acontecer.
Que os novos ventos soprem!

Anúncios

6 opiniões sobre “Quinta internação (e contando!)”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s